<script async src="//pagead2.googlesyndication.com/pagead/js/adsbygoogle.js"></script> <!-- mmusicradiorock_sidebar_AdSense1_1x1_as --> <ins class="adsbygoogle" style="display:block" data-ad-client="ca-pub-5732212802343663" data-ad-slot="8592965930" data-ad-format="auto"></ins> <script> (adsbygoogle = window.adsbygoogle || []).push({}); </script>
<script async src="//pagead2.googlesyndication.com/pagead/js/adsbygoogle.js"></script>
<!-- mmusicradiorock_sidebar_AdSense1_1x1_as -->
<ins class="adsbygoogle"
style="display:block"
data-ad-client="ca-pub-5732212802343663"
data-ad-slot="8592965930"
data-ad-format="auto"></ins>
<script>
(adsbygoogle = window.adsbygoogle || []).push({});
</script>

sexta-feira, 17 de novembro de 2017

Metallica: os motivos da saída de Jason Newsted

Metallica: os motivos da saída de Jason Newsted



Dave Higgins, da estação de rock australiana Triple M conversou em setembro de 2010 com o baterista do METALLICA Lars Ulrich.

Sobre a saída do baixista Jason Newsted em 2001 e a inclusão do substituto de Jason, Robert Trujillo, Ulrich disse, “Quando eu olho para trás para os anos com o Jason, eu vejo um músico incrivelmente dedicado e uma pessoa incrivelmente dedicada à causa; ele era muito, muito engajado. Ele se entregava por inteiro... a banda não tirou vantagem de tudo o que ele tinha pra dar. Era como as coisas eram naquela época. Não estávamos num momento em que lidávamos bem com isso. O irônico é que sua partida meio que fez a banda se reaproximar, pois percebemos que ele estava saindo porque não fomos capazes de realmente lidar uns com os outros. Rob simplesmente se encaixa. A personalidade dele realmente se ajusta às personalidades do resto de nós e simplesmente funciona de alguma forma de uma maneira muito orgânica, não forçada. Não forçamos as coisas.”

De acordo com a MTV, Newsted saiu do METALLICA em fevereiro de 2001 por várias razões, inclusive seu desejo de ter um papel mais criativo. Ele também sentiu que a banda perdeu o foco e estava gastando muito tempo envolvida em litígios e retórica política. E finalmente, ele precisava de um tempo para se recuperar de contusões no pescoço e nas costas que ele teve batendo cabeça toda noite no palco.

Em uma entrevista em julho de 2008 com a VG TV norueguesa, o vocalista/guitarrista do METALLICA, James Hetfield, fez declarações sobre as contribuições de Trujillo para com o último álbum da banda "Death Magnetic", “Eu não preciso dizer isso realmente, mas eu vou – ele é um baixista incrível; muito competente. Ele pode tocar de tudo que jogamos para ele. 
E não é só isso, mas obviamente [o Robert] tocando com seus dedos traz um som mais completo. Ele – com todo respeito ao Jason – mas o Rob já compôs mais nesse álbum do que o Jason em 14 anos. Muito disso tem a ver com nós não termos deixado ele compor, e entendo isso totalmente, mas o material do Rob parece se ajustar melhor. Parece que o conhecemos desde sempre, basicamente, é a sensação que dá. E ainda há vezes que o vejo em fotos conosco e penso ‘Ah, sim! Ele está na nossa banda. 
Cara, nós detonamos ainda mais agora.’ É uma sensação boa.”

Nenhum comentário:

Postar um comentário