<script async src="//pagead2.googlesyndication.com/pagead/js/adsbygoogle.js"></script> <!-- mmusicradiorock_sidebar_AdSense1_1x1_as --> <ins class="adsbygoogle" style="display:block" data-ad-client="ca-pub-5732212802343663" data-ad-slot="8592965930" data-ad-format="auto"></ins> <script> (adsbygoogle = window.adsbygoogle || []).push({}); </script>
<script async src="//pagead2.googlesyndication.com/pagead/js/adsbygoogle.js"></script>
<!-- mmusicradiorock_sidebar_AdSense1_1x1_as -->
<ins class="adsbygoogle"
style="display:block"
data-ad-client="ca-pub-5732212802343663"
data-ad-slot="8592965930"
data-ad-format="auto"></ins>
<script>
(adsbygoogle = window.adsbygoogle || []).push({});
</script>

quinta-feira, 23 de março de 2017

Ranger Azul será autista no novo Power Rangers, revela ator RJ Cyler

Ranger Azul será autista no novo Power Rangers, revela ator RJ Cyler


No início desta semana, o diretor de Power Rangers, Dean Israelite, revelou que a Ranger Amarela, Trini (Becky G) será a primeira protagonista LGBTQ em um filme de super-herói. Mas parece que as questões de sexualidade e gênero não serão os únicos tópicos do mundo real abordados na aventura de ficção científica.

O Ranger Azul, Billy terá autismo (também conhecido como transtorno do espectro autista), revelou seu intérprete, RJ Cyler, em entrevista ao Screen Rant.

"Eu só queria mostrar um ponto de vista diferente de pessoas que são vistas como sendo do espectro autista, certo? Ou as pessoas diagnosticadas com autismo, porque eu sinto que nós somos estranhos olhando para dentro, e eu pego isso, atiro minha própria pedra quando digo isso, porque há muito que eu não sabia antes...", disse Cyler.


O comentário de RJ Cyler não só confirma um caminho mais realista e sensível às minorias em Power Rangers, como também indica que essas questões não estão sendo tratadas de forma leviana pelos atores envolvidos. Parece que Cyler, por exemplo, refletiu bastante a respeito do retrato de seu personagem com autismo e seu desejo de representar com precisão essas condições.

Muitas pessoas podem argumentar que Power Rangers é uma franquia de aventura e ficção científica e que, por isso, não seja um espaço para tratar de assuntos sérios. Porém, a inclusão de personagens com autismo ou pertencentes à comunidade LGBTQ denota um progresso na representatividade das minorias em Hollywood.

Mas Power Rangers não é a única franquia popular que vai mostrar um protagonista autista. A série Vila Sésamo, que está no ar há 50 anos nas telinhas norte-americanas, também vai introduzir seu primeiro personagem com autismo.

Power Rangers estreia na próxima quinta-feira (23).



Nenhum comentário:

Postar um comentário